NF-e 4.0: saiba tudo que muda na emissão da nota fiscal

NF-e 4.0: saiba tudo que muda na emissão da nota fiscal

Você sabe qual a importância de se emitir corretamente nota fiscal eletrônica? Realizar esse procedimento de maneira errada pode trazer prejuízos para o seu negócio!

Saber mais sobre um sistema emissor de NF-e é de suma importância para gestores e empresários que precisam emitir notas fiscais, já que, para que a emissão seja feita, é preciso ter um sistema altamente capaz e que garanta o compliance empresarial e a qualidade das informações. Além disso, com a recente mudança para a NF-e 4.0, é preciso estar mais atento.

Um emissor de NF-e pode oferecer uma gestão completa para o seu negócio, controlando e armazenando os arquivos fiscais e auxiliando na gestão contábil de uma empresa. Existem algumas opções no mercado, gratuitas ou pagas, mas qual é a melhor escolha? Quais as características e vantagens?

É melhor ter um sistema emissor de NF-e gratuito ou um pago?

Antes de responder, faremos um apontamento: até meados de 2017 a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) disponibilizava um emissor gratuito, mas ele foi descontinuado. A partir daí, o código-fonte foi liberado e outras entidades deram continuidade ao projeto. E é aí que está a desvantagem de ter um sistema gratuito.

Por ser um formulário de código completamente aberto, não há como garantir a segurança total da entrega dos arquivos e dados que são solicitados pelo ambiente da Sefaz-SP a fim de apuração e fiscalização dessas informações. Além disso, esse sistema consiste em um extenso formulário, onde é preciso preencher manualmente todos os campos da nota, sendo necessário um conhecimento amplo da regra tributária. Esse tipo de sistema é mais indicado para quem não quer assumir nenhum tipo de custo ou um volume muito pequeno e simplificado de notas a serem emitidas.

Já um emissor pago permite não só a emissão de notas fiscais e de conhecimento de transporte (CT-e), mas também a gestão completa de toda a cadeia de transações comerciais, permitindo controlar desde o estoque ao fluxo de caixa. A Auditto possui o melhor emissor de NF-e do Brasil, com suporte técnico eficaz e apoio total ao cliente.

Quais os benefícios de ter um sistema emissor de NF-e inteligente?

O benefício é justamente automatizar a emissão de nota e simplificar esse processo para não ter de depender de alguém com alto nível de conhecimento apenas para realizar o correto preenchimento dos dados. Ainda é muito comum, para quem usa sistemas gratuitos, ligar para o contador para que ele ajude a emitir a nota, sendo que este profissional precisa estar disponível no momento ou esteja predisposto a realizar essa tarefa para o cliente.

O módulo emissor do sistema Auditto consegue parametrizar as operações e restringir algumas emissões de nota, aumentando a assertividade com alto desempenho, economizando tempo e dinheiro. Essa característica garante que as notas sairão sem erros, uma vez que o sistema segue o protocolo previamente programado com as regras atualizadas da legislação.

Toda emissão feita no sistema Auditto é integrada com o módulo de gestor de documentos, proporcionando segurança quanto ao armazenamento. Além disso, o sistema Auditto fica disponível em nuvem, sem necessitar de instalação física.

Como é integrado com outros módulos, ao se emitir uma nota, o sistema é capaz de fazer um cruzamento de dados para apuração e auditoria, diminuindo o risco de falhas e apontando inconsistências que podem ser corrigidas antes da emissão aos sistemas do Fisco. O sistema Auditto também armazena as notas para fins de fiscalização com segurança total, garantindo o compliance fiscal.

Outra vantagem é que, como a emissão de uma nota fiscal é feita eletronicamente, sua validade é garantida por uma assinatura digital, funcionalidade que o sistema Auditto oferece, mostrando ainda o status das notas com acompanhamento do arquivo enviado. A nota fiscal é de grande importância para uma empresa e, para que a mesma prove ao governo estar dentro de todas as legislações exigidas pelo mesmo, é necessário que não haja falhas nesse processo.

Com a mudança nas regras da NF-e (4.0), o que esperar da Auditto?

A Encat (Coordenação Técnica do Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais) estabeleceu um novo layout da NF-e 4.0 para o documento fiscal, emitido em operações envolvendo produtos. Como a modificação acaba exigindo ajustes tanto nos sistemas emissores quanto nas secretarias estaduais da Fazenda – e nas próprias empresas que diariamente utilizam o documento em operações de compra e venda de mercadorias, é mais vantajoso utilizar um emissor que tenha já programado essa mudança de ordem técnica, visto que sistemas que usam notas no padrão 3.10 não serão mais validadas pelos órgãos do governo (Sefaz). Na prática, isso significa ficar irregular em caso de uma venda ou compra descoberta de nota fiscal. A cada versão, aumenta-se também o rigor fiscal para a emissão da nota, especialmente no tocante à validação.

Se você utiliza o módulo emissor da Auditto, não precisa se preocupar, pois o sistema já está atualizado e vai continuar facilitando o preenchimento dos campos do documento fiscal. Se ainda não é cliente, o que está esperando? Comece agora!

Post by Saulo Novaes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
image
https://www.auditto.com.br/wp-content/themes/hazel/
https://www.auditto.com.br/
#26ade4
style1
paged
Carregando...
/home/auditto/www/
#
on
none
loading
#
Sort Gallery
on
no
yes
off
off
off