A tecnologia contábil vai além dos números

A tecnologia contábil vai além dos números

por Atracto

Mais do que nunca, a contabilidade tradicional está com os dias contados. Quem não demonstra ter um conjunto de habilidades e uma gama de soluções únicas para cada tipo de desafio está fadado a sumir do mercado. Essa realidade pode parecer impactante, mas ela também oferece uma oportunidade de crescimento para quem deseja ser mais do que um simples guardador de livros e informações. É assim que enxerga a diretora do Sescon-RJ Ilan Renz, contadora há mais de 20 anos e que defende a integração da expertise do profissional contábil com as facilidades trazidas pela tecnologia: “quem não agregar valores ao seu trabalho será eliminado. E quem está alienado da tecnologia não irá conseguir performar”.

Em entrevista durante o 8º ENECONT, um evento de empresas contábeis que aconteceu em novembro, no Rio de Janeiro, a especialista ainda afirma que o caminho para conquistar o cliente “para sempre” é ser uma verdadeira assessoria e o contador ser o consultor do negócio, uma ideia que começa a ganhar corpo no mercado.

Nos fale um pouco da sua origem.

Meu nome é Ilan Rodrigues de Farias Renz, mas sou conhecida no nosso mundo contábil por Ilan Renz. Eu sou do interior de Alagoas, vim aqui para o Rio com 12 anos de idade, então me considero mais carioca do que propriamente alagoana, né? Sou contadora há 22 anos (me formei em 1995) e abri minha empresa, atualmente com 16 funcionários – já foi maior, mas a crise chegou para todo mundo e infelizmente tivemos de segurar as contratações, mas agora, se Deus quiser, a ideia é que melhorando a gente volte a prosperar e contratar.

Atualmente o contador precisa ser mais do só um técnico em contabilidade, sendo como um empresário?

Exato. Já não temos mais a pecha de ‘guardador de livros’. Hoje em dia, se você não se ‘antenar’, se você não agregar valores dentro da sua empresa, você tem um período curto de vida e depois você termina sendo eliminado; não tem jeito. Porque a concorrência é grande! Então, hoje você não pode ser só o contador, mas você tem que ser consultor, tem que ser investidor, tem de estar ali junto com seu cliente, levando-o pelo braço. Na realidade, ele não é mais seu cliente: ele é seu parceiro! E hoje a parceria é tudo.

E essa mudança de mentalidade é a chave do sucesso?

Com certeza! Porque quando você vai vender o serviço de contabilidade, você não só vende o serviço, mas vende também uma assessoria, você vende uma consultoria. Você também agrega valores com a parte financeira. Um exemplo é fazer um estudo de viabilidade para saber como está a realidade do negócio e onde melhorar. E é nesse momento que você vai conquistar o seu cliente, digamos, “para sempre”, porque não é o valor financeiro do serviço que conta, e sim o valor que você leva para o seu cliente, é aquilo que você, contador, agrega para empresa dele.

Você acredita que o futuro desse ramo está dependente totalmente da tecnologia?

Atualmente nós não somos nada sem tecnologia. Quem não está antenado com a tecnologia não vai ter como prosseguir. Hoje tudo faz parte da tecnologia; as declarações são todas informatizadas. Você tem a sua empresa no seu bolso [mostrando o celular], está com ela aonde for. E se você não estiver totalmente integrado, você não consegue evoluir, não consegue um futuro melhor para o seu negócio nem para o seu cliente.

Isso também traz segurança e rapidez para o serviço contábil?

Sim, com certeza. Hoje em dia tem que ter papel zero. Se você, cliente, chega numa empresa onde tem lá pilhas e pilhas e pilhas de papéis, ele pode torcer o nariz para a bagunça e a desorganização, diferentemente de um outro escritório que tem mesas limpas e um ou outro papel que o profissional. O futuro é eliminar o papel, é ser o mais clean possível.

De que forma a tecnologia agregou valor ao seu negócio?

Nós temos vários sistemas de apoio na contabilidade, no departamento pessoal, no fiscal, na parte financeira, na parte de protocolo… Tudo é integrado. O cliente entra nos portais do Fisco, puxa os extratos e dados e manda todas as informações via internet. Acabou essa história de sair todos os dias para se pegar um documento, porque é tudo feito eletronicamente via e-mail ou via um HD virtual, com todos os dados do cliente sendo disponibilizados online. E outra coisa: existem sistemas integrados em que você pode implantar no seu cliente, fazendo uma parametrização, e depois você consegue importar para a sua contabilidade todos os dados inseridos pelo cliente de maneira rápida, o que facilita o trabalho. Tecnologia hoje é tudo, não tem como não ter tecnologia. Ela vai além dos números!

Post by Saulo Novaes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
image
https://www.auditto.com.br/wp-content/themes/hazel/
https://www.auditto.com.br/
#26ade4
style1
paged
Carregando...
/home/auditto/www/
#
on
none
loading
#
Sort Gallery
on
no
yes
off
off
off